segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Cronômetro controla 'pausa para cafezinho' em empresa italiana

Fanáticos por café, controlem-se caso a moda pegue...

Cronômetro controla 'pausa para cafezinho' em empresa italiana

Emma Wallis
Da BBC News em Roma

A empresa italiana de componentes elétricos e eletrônicos Ducati Energia instalou cronômetros nas máquinas de café de sua sede em Bologna para controlar a pausa no trabalho de seus funcionários.

Segundo o diretor da empresa, Guidalberto Guidi, os funcionários estariam abusando das pausas para o cafezinho.

"Nosso ambiente de trabalho estava se transformando em um bar. A missão da nossa empresa não é servir café para os funcionários", disse.

Depois da instalação, as três máquinas de café espalhadas pela empresa funcionam apenas em três períodos de dez minutos ao longo do dia, além do intervalo do almoço.

Reação

A Ducati emprega 250 funcionários na sede, em Bologna, e outros 700 funcionários no leste-europeu, Índia e Argentina.

Apesar disso, Guidi afirma que os cronômetros foram instalados apenas na fábrica de Bologna, já que apenas na sede italiana os funcionários "abusavam" nas pausas para o café.

"Acho que, se alguém que começa a trabalhar às oito da manhã precisa de tantas pausas para tomar café, deveria trocar de emprego, não é problema meu", afirmou o diretor.

A decisão deixou alguns dos empregados irritados. Segundo o representante da união dos funcionários da empresa, Paolo Giannasi, já se pensa até em greve.

"Estamos muito irritados. Pensamos em fazer greves de 30 minutos", afirmou.

"O chefe pensa que fechar as máquinas de café vai ajudar na produtividade, mas vários estudos já mostraram que as pausas para o café ajudam as pessoas a ter idéias geniais", afirmou Giannasi.

A maioria dos trabalhadores da fábrica da Ducati trabalham em turnos e não conseguem comparecer aos intervalos para o café estabelecidos pela empresa.

No entanto, Guidi afirmou que não está interessado nas reações dos funcionários.

Segundo ele, seus empregados estão satisfeitos com suas condições de trabalho e com o salário.

Os funcionários, em contrapartida, esperam conseguir negociar com o diretor para que as máquinas de café voltem a funcionar normalmente o mais rápido possível.
(BBC Brasil)

2 comentários:

gil disse...

hahahahahahhaha

nao divulga essas coisas porque os chefes chatos de plantão podem ficar sabendo e agir antes mesmo de tomarmos providências:P

gil disse...

hahahahahahhaha

nao divulga essas coisas porque os chefes chatos de plantão podem ficar sabendo e agir antes mesmo de tomarmos providências:P